Skip to main content

O Fim Foi Visto

Sinopse

A partir de Cassandra de Christa Wolf e de uma extensa pesquisa em torno da Caça às Bruxas, Teresa Coutinho escreve e cria O Fim Foi Visto.

À semelhança de Christa Wolf, que acredita que cabe às mulheres a escrita que venha restaurar a paz, em alternativa ao impulso bélico masculino que moldou a História da Humanidade, este espetáculo incide sobre a possibilidade de evitar um desfecho trágico, se a intuição feminina for tida em conta.

Cruzando pesquisa e ficção, elementos históricos e reflexões acerca de desfechos políticos futuros, Teresa Coutinho efabula sobre uma futura ditadura, em que as mulheres, acusadas de bruxaria, voltam a ver os seus direitos brutalmente restringidos. Com o intuito de pensar o perigoso crescimento da extrema-direita em toda a Europa, pretende-se aqui criar uma fábula sobre o medo, a passividade e a repetição cíclica de mecanismos de opressão por parte do poder.

Ficha Artística e Técnica

Categorias:

criação e texto: Teresa Coutinho
interpretação: Tânia Alves, Ana Baptista, Sara de Castro, Rita Cruz, Maria Duarte, Mariana Guarda, Sara Ribeiro, Tanya Ruivo, Ana Sampaio e Maia, Cláudia Semedo, Lúcia Pires, Ana Valente
apoio à criação: Leonor Buescu
realização vídeo: Teresa Coutinho e Mariana Guarda
design de iluminação: Daniel Worm d’Assumpção
design de figurinos: Mariana Sá Nogueira
coreografia: Teresa Coutinho
apoio ao movimento: David Marques
sonoplastia: Teresa Coutinho
produção executiva: Nuno Pinheiro
comunicação: Maria João Bilro
gestão financeira e administração: Vítor Alves Brotas
produção: Agência 25
coprodução: EGEAC – Teatro do Bairro Alto, Teatro Municipal do Porto – Rivoli – Campo Alegre, Teatro-Cine de Torres Vedras